28 de janeiro: Dia internacional da proteção de dados pessoais

dpday.jpgDia internacional da proteção de dados pessoais. O Conselho da Europa, com o apoio da Comissão Européia, idealizou esta data há três anos em homenagem à Convenção n. 108 do Conselho da Europa. Neste dia serão realizados vários eventos em cidades da Europa, acadêmicos, educativos e de divulgação. A razão de ser desta data é conscientizar os cidadãos dos “riscos inerentes e associados ao manejo ilegal dos dados pessoais”.

Devido à importância do tema, muitas entidades nos Estados Unidos, Canadá e em outros países aderiram a esta iniciativa. Gostaríamos de propor a todos que trabalham com o tema da privacidade e da proteção de dados, sejam entidades privadas, ONG’s, órgãos governamentais ou associações de consumidores, assim como o internauta em geral para promover este dia 28 de janeiro como Dia internacional da privacidade, fazendo dele uma data importante para voltar o debate sobre problemas e soluções reais para os desafios da privacidade na Sociedade da Informação.

O internauta, com como o consumidor e o cidadão em geral, pouco costumam fazer para proteger as suas informações pessoais e, ao se tentar desenvolver soluções reais e significativas para os problemas relacionados à coleta e utilização destas informações pessoais, o foco deve estar justamente nas organizações – privadas e governamentais – que coletam nossos dados pessoais. O ponto chave é conscientizar e motivar o cidadão a assumir uma postura mais exigente em relação à sua própria expectativa da privacidade e como ela é tratada por aqueles que se utilizam de seus dados.

A ideia é que cada um de nós difunda esta mensagem de forma decentralizada através de nossos próprios espaços, foros, redes e amigos. No Facebook foi criado um grupo que pode facilitar o diálogo entre os interessados. O slogan escolhido foi: “Privacidade: Problemas reais, soluções reais”.

A Rede Latino-Americana de Habeas Data, com blogs na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Uruguai, convida-os a participar deste evento!

Esta nota foi adaptada e traduzida do blog habeasdata.org

Leave a Reply

Your email address will not be published.